Tutorial de Canoa Va'a - Remos

Este post faz parte de uma série que formará um "Tutorial de Canoa Va'a". Incluímos no final, a lista com todos os capítulos da série.
Se você tem alguma dica, correção ou atualização, por favor, deixe seu comentário abaixo ou envie uma mensagem através de nosso formulário de contato
.

Tipos de remos

O remo havaiano original era oval com cabo reto e sem empunhadura. Já o remo taitiano apresentava as mesmas características mas com lâmina no formato de gota.
A partir dos anos 70 iniciou-se uma revolução no desenho dos remos. O sucesso dos taitianos nas competições havaianas gerou o aparecimento do formato em gota no Havaí. A partir dos anos 80, devido a influência de canoistas de maratona norte-americanos começaram a surgir os remos com empunhadura.
Os remos atuais são uma mistura de vários elementos. Os mais comuns apresentam um ângulo entre 5 e 15 graus entre a lâmina e o cabo. Há também os remos com dobra no próprio cabo.
O ângulo entre a lâmina e o cabo tem como função facilitar a saída do remo da água e aumentar o alcance na entrada.
O ângulo na parte superior do cabo mantém a mão superior um pouco mais baixa diminuindo assim a incidência de dores no ombro. Esse artifício tem que ser bem dosado pois um ângulo mais agudo e a força do braço superior passam a provocar um giro em torno da mão inferior prejudicando a entrada do remo na água.
As lâminas com maior área deslocam um maior volume de água e consequentemente limitam a cadência e tendem a levantar água na saída da remada. Funcionam com mais eifciência com a remada longa de longo alcance e saída no joelho.
As lâminas "sem ombro", com menor área permitem uma saída limpa com pouco deslocamento vertical de água. Por deslocarem menos água exigem uma cadência mais intensa mas para serem realmente eficientes é necessário unir as duas técnicas, ou seja: alcançar o mais à frente possível e sair na altura do joelho.

Aracati Paddle Aracati Paddle Entre no papo abaixo.

Tamanhos e como selecionar

Um remo muito longo apesar de permitir maior alcance causa dores nos ombros por manter o braço superior muito elevado na recuperação da remada. O remo muito curto por sua vez não permite uma forte entrada na água. Existem tabelas e regras básicas para a escolha do remo mas só a experiência pessoal vai poder dizer qual o melhor remo para cada indivíduo. Algumas regras básicas:

  1. sentar no banco da canoa ou numa cadeira, manter a coluna reta, posicionar a pá no banco paralelamente a lateral do corpo e, segurando a empunhadura do remo, o braço deve ficar esticado;
  2. encostar a pá no chão e com o remo em pé, deve alcançar a axila do remador;
  3. encostar a pá no chão e com o remo em pé, a empunhadura deve ficar na linha do toráx;
  4. segurar a pá com a mão, esticar o braço na horizontal junto com o cabo do remo e a empunhadura deve ficar alinhada com o centro do toráx.

Remos das fotos feitos artesanalmente por
Aracati Paddle.

Veja a seguir a lista completa dos capítulos da série "Tutorial de Canoa Va'a"

  1. Partes e suas funções (05/04/2017)
    . Origem da Va'a
    . Tipos de Va'a

  2. Como montar (08/04/2017)
    . Nivelamento da Va'a
    . Amarras
    . Diferentes condições de mar
    . Nível de experiência da equipe
    . Ferramentas e material

  3. Remos (17/05/2017) . Tipos de remos
    . Tamanhos e como selecionar

  4. Baldes e vasilhas de limpeza (25/05/2017)
    . Tipos
    . Posicionamento na embarcação
    . Como fabricar

  5. [A remada]
    . Fases da remada
    . Aproveitamento e eficiência

  6. [Remadores e funções]
    . Cadência
    . Sincronia
    . Equilíbrio
    . Troca de lado
    . Retirando água
    . Comunicação
    . Leme

  7. [Revezamento]
    . Tipos de revezamento
    . Etapas da troca
    . Posicionamento na água e na embarcação

  8. [Huli]
    . Como evitar
    . Evitando ferimentos
    . Função de cada remador

  9. [Tornando a embarcação segura]
    . Salva-vidas
    . Cuidados com a Va'a

Chega mais e troque uma ideia