Por Zeca Proença.

O texto abaixo foi publicado em 1966 e divulgava o primeiro curso de surf, ministrado pelo "Sr. Mario Brant", mais conhecido como Mario Bração. Segue o texto na íntegra:

Surf começa no Arpoador: Curso além de 10 anos

Quem tiver mais de dez anos de idade, souber nadar e tiver paciência para esperar a onda, já pode aderir ao Surf, inscrevendo-se no Primeiro Curso de Experiência do novo esporte, a qualquer hora do dia, no Arpoador, com o sr. Mario Brant (Mario Bração, Pranchas  Aloha).

O curso será ministrado pelos Campeões Jorge Bally, Alexandre Bastos e Armando Serra, nos horários de 9 às 12 e 16 às 18 hs. As aulas serão iniciadas, amanhã, e se prolongarão durante todo verão. E como as praias estarão cheias, é possível, segundo o sr. Mario Brant, que os alunos se iniciem também nas ondas da Barra da Tijuca.

Nenhum principiante vai ficar mais de uma hora na Escola, para não cansar, como informou o coordenador do curso. Também não precisara levar prancha. O curso garante o material necessário até que o aluno adquira prática no fino trato com as ondas, que podem ser do tipo Havaí (ondas grandes) e Califórnia (ondas pequenas).

O material didático também é de dois tipos: as pranchas Gun, para ondas do tipo Havaí e as Hot Dogging, para as do tipo Califórnia. O curso vai custar Cr$ 6 mil por aula e as inscrições poderão ser feitas também na Casa Magno, na Rua Gomes Carneiro.

Verão de 1966, Arpoador, a origem do Surf Brasileiro.
Jorge Magno Lima, o dono da Magno Surf entregando prêmio para Maraca.
Rafael Gonzales (Rafinha), Mario Bração e Ceceu